terça-feira, julho 28, 2009

"Esse livro de gravuras é chato - só tem baleias". "Calma", respirou forte Douglas. "Calma...". Nem um nem o outro mentiam. "Fecha o livro, Carlos". "Tá legal".

Foram estudar Química. Douglas era mais reservado, fazia os exercícios da apostila no silêncio mais absoluto, sem coçar o nariz. Não havia histeria. Então, transpirando mais que de costume, Douglas mudava de página quando notou que ele engolia o livro. "Não faça isso com as baleias". Carlos soltou uma grande bufa. "Não vai falar que você escondeu a chave de novo?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...