segunda-feira, fevereiro 22, 2010

apenas estados de franca fúria?


Não há nada de novo no front.
Lugares cheios de GENTE BUNITA.
Cicatrizes, pra encurtar esse lixo de história.
Algo de bom pelo mundo? PAZ.
Todo mundo deve.
Portugal.
Dona Florinda.
Quem trouxe o oxigênio pro professor Chicago?
Amanhã todo mundo dá bomdia pô patrão.
Não chame isso de amor.
Você está espremido.
Tédio, playground de merdas.
Não.
Não.
A cada seis anos renasce uma alma santa num porão de bar.
Explodiram tudo.
Os sofás.
O conforto é pílula.
O conforto é razoável.
O conforto é confortável - porque a linguagem enche o saco.
Sede.
Não abra a porta.
rir - polícia - escuridão - tiros
Da série "Converso em belga com meu cachorro nervoso VI"
Torrentes
Nietzsche rezando
Não há mais nada
Eu fui traído e não fiz por merecer
Ótimo.
Quem canta isso, não sou eu.
Telhado triste, Palmeiras ridículo vence São Paulo idiota.
Bílis.
Intimando qualquer bandido zé ruela.
Incêndio no sábado.
Mais covardia em Rivers.
O buraco no rosto da humanidade, o nojo.
Alguma problema? Não.
Nenhum.
Não, tá tudo certo.
Suei frio, não você.
Passei aperto. Gritei morte forte no peito.
Você era oxigênio.
Eu reclamei.
Pedi ajuda.
Sou o chefe da dor.
Odeio veterinários com piadas de terça-feira.
Abram os olhos.
"Escolha alguém muito especial".
Mora em Londres. Foda-se.
Paredes? Pra que?
Cozinha é sinal de freezer aberto, disse você.
Peço desculpas pelas cagadas à um velho conhecido. Sou desculpado.
Continuo vendo bicicletas tristes lutando, sem cinco reais pra poucas horas de noite feliz, respirando apenas vida.
Convincente Van Gogh life estaile proto ska sambarilóvi crust.
Ficamos por aqui.
Meu pé não formiga igual o natal de 2004.
Revi velhos bróders.
Perco a esperança na assistência social da alma.
"Está se sentindo bem?"
"Se cuida"
"Se mata, se mate, morre, cala a boca".
E a mulher caída no chão, abandonada, todos mudos em convulsão brutal.

Um comentário:

  1. tag: merdas noitívoras acontecem sempre perto de você. pior que o retorno do malucão das casas bahia!

    ResponderExcluir

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...