terça-feira, julho 20, 2010


Amigo de cú é rola. Dia do miguinho! Que hipocrisa barata. Como se também hipocrisia merecesse troféu: hipocrisia master, hipocrisia superação, hipocrisia progresso. O certo é que continuo correndo meio irracional, no meio dos meus pés crescem outros labirintos neopsicóticos - e respiro, sigo soturno, às vezes reverbero claro, outras vezes escarro sujo. Vai ser que é essa mania minha em ser sujo, não sei se obtuso até a orelha explodir, vou voando atrás da Caravan Sabbathica! Confundindo os freios dentro do confuso, alô, você esqueceu sua calcinha preta aqui. Não sou você. Nem sou poço também, nem ao menos vitrine da Marabrás. Escolho morrer pra mais tarde, enquanto a lua engole a mulher do lobisomem. Entre ficar na vida e beber a ressaca da morte, vidas virão e se meus olhos tijoladas de sangue comprovam - na nuca da desgraça o mundo se caga. Ergo-me para o caos, é final de julho, nove cachoeiras invisíveis de combustível novo meu riso velho redescobre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...