quarta-feira, setembro 29, 2010


Caros leitores, leitoras, sigo ouvindo As Mercenárias. Discão de 86, Cadê As Armas. Caminho mais tranquilo, leitores, pra compor. Os sons me vêm mais facilmente à cabeça. Não sei se é a fase, época, ou tijolos do amadurecimento dando um salve. Vai saber. O lance é que tem que se ouvir muita música ruim e ruim e BOA. Merda, gol do Grêmio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...