sexta-feira, dezembro 24, 2010

Eis que estou caído da cama. Recém caído: oito e seis da matina, véspera de natal de 2010 e estou bebericando o café, pronto pra trampar até meio dia. Tá tranquilo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...