quinta-feira, dezembro 30, 2010

sebo do Édson + Zoega = sucesso, chefia (apenas una tarde de quarta-feira, sem trabajo!)

/
você percebe que é una mercadoria legal pra dedéu quando abre o messenger e aparece "dado dollabela casa-se com george lafond na suíte Palace". que me importa, amigón? porra, e eu que só queria entrar pra falar com mi vida. ACONTECE.


acabo de vir do sebo do Édson. rua 1 estralando, quatrão da tarde! e efetuei agradáveis troca de libros. dispensei o livro de contos do Paulo Henriques Britto, "Paraísos Artificiais". ótimo tradutor, péssimo prosador, o Pauleta. São contos detestáveis, desparidos em imaginação e toque de senso-maionese. Bom que troquei esse y mais outros, entre eles "semiótica" do Peirce, época em que fritava nos signos e symbols com o Dema, professor da Unimep - bloco oito, quantas recordações! Mas, como diz o Fúrio Lonza, "semiótica: velha caolha". Tô fora. Resumindo: as trocas foram extra-agradáveis. Dos títulos in español, mais a prosa do Braga e do Cyro dos Anjos! E ainda Lêdo Ivo - porra, aí é sacanagem, verdadeira aula do que é prosa brazuca!!! Aoopa!

Depois encarei dois ferventes caféziños no copo prástico + uma lata de cueca cola! Onde? Na Zoega, é claro. Aproveitei pra escrever o encarte de "O que restou da rua 1" e ler - aí chegou uma numerosa macacada gente fina, padres y pimpolhos - pra dividir aquela Pepsi família. É, e apelando prum copo lotado de pedriñas de gelo! Calor pra dedéu no centrão. O ano finda e o riocrarense sua a genitália!! Aoopa!


Grande abraços aos amigos e amigas leitores (se é que os tenho) !


e a trilha é essa:

Um comentário:

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...