quinta-feira, outubro 11, 2012

SAICO DAISY


pinscher fora. e toda black, a fera. focinho pardo, little brown, acolhedora manhã cinzenta de quinta, let's go. passinhos, passinhos : ela parece um ratinho pra lá de speedy freak, toda incessante nos gestos e tiquezinhos, a locomoção em remadinhas da nóia, saltos ambulantes mais que apressados. é só um rolê sossegadão - e a madame no pit stop forever, pra urinar como dog toda hora. é tempo de erguer as canelas traseiras. e depois da poça minúscula, dá pequenos coices a frente da yellow pintura, duplas de kicks, calcanhares de fé. e aproveitou pra mais adiante meter bala num poquito de fresh fezes. sim, o bolinho enxuto reluz: não há segredo. e volta pra casa chorandinha, evitando papo com a Isabel. Saico Daisy é toda sentimental, mas os complexos serão tratados aqui em outra hora, evidentemente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...