quarta-feira, dezembro 05, 2012

EVASÃO




A necessidade de evasão. Por aqui, a noite de Rio Claro silenciosa , o repouso é o movimento nas ruas do centro. Ando de bermuda listrada e chinelo, vou escutando Howlin’ Wolf nos fones – aquele discão fodido de 1969. Estou chateadão, estou perdido por aí. Resolvo então pedir um café expresso no Auto Posto Little Bird. Quero revigorar os ânimos. Peço no copo descartável, pra viagem. E embora não tenha abandonado o estabelecimento guiando minha alma pelos ares, a sensação de elevação de alguma forma esteve presente. Esperança, você respira? Sigo caminhando, e me é dada a notícia de que o incansável Wolf está vivo nas avenidas ímpares da velha Rivers, presságio que os ouvidos confirmam. Ainda chateadão em reforçadas doses de mamute, o café  me fornecerá combustível pra lutar. Mas é preferível dormir e despertar somente na próxima década.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu espero acordes que não desistam de cocainar meu dia, mesmo quando já nasceu morto. Espero notas que não apliquem a tortura do t...