segunda-feira, janeiro 07, 2013

DOMINGO


O vento levou tudo hoje cedo. Uma varrida federal na rua sete. Folhas perdidas, pequenas flores, pedaços de calçada móvel, miniaturas de todas as coisas do mundo voaram, de repente um tapete no pinote, acelerando uniformemente. E antes de fechar o portão, ainda alcanço o velhinho vendendo sorvete, guerreiro que vai empurrando o carrinho da Sorveteria Pagos, cruzando a avenida treze, o vento é o cenário, e o vazio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...