domingo, fevereiro 17, 2013

O Rio Claro não tem torcida. Não tem paixão. Rio Claro sempre foi um time sem brio, neutro. Uma camisa sem estrela, sem glórias. Enfim, um nome que opaco vive, sem relevo no coração do morador da velha Rivers. O Velo não. O Velão sempre foi o oposto: aqui é Velo, porra. O nosso Velão sempre foi a voz do povo, a voz do sangue, a paixão acima de tudo, a raça, a gana, a vontade implacável de vencer provocando milagres. No último sábado, houve uma desilusão geral. Não devemos culpar juiz, Éder Luis - não devemos culpar Tiago Bernardi, este ou aquele jogador que perdeu gol ou não sabe sequer o que é uma bola. Devemos culpar o planejamento. A falta de profissionalismo. Futebol não se faz com meia dúzia de desmandos. O Velo Clube é maior que isso. Muito maior que isso.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...