quarta-feira, fevereiro 06, 2013

TRÊS VITÓRIAS SEGUIDAS!


Muito ruim. O time do São Carlos é um lixo. Até uma latinha de Pepsi oferece mais risco ao adversário.

O primeiro tempo nasceu e amadureceu rubro-verde. Em uma etapa de um exército só, a machadada fatal foi o golaço de Éder Paulista, de fora da área, aos vinte e oito minutos. Velo um a zero.

E teve a jogada plástica. Mágica. Que congela a retina. O torcedor explode, os pulmões em brasa despertam: OLÉ!! Que chapéu do Éder! Um lençol que cobriu de alegria o velho Benitão. Outro destaque: Jefferson! Jogou muito, representou de verdade o manto rubro-verde!


No segundo tempo, ouço da arquibancada um garotinho velista exclamar, fanático: "joga simples"! É isso aí, ferinha. Sintetizou tudo. Fora uma ou outra prezepada do juizinho merda, o segundo tempo acabou correndo de buenas para a nação velista. O Velão não ampliou porque não quis. E assim, nesta quase fria noite de quarta-feira, as seiscentas e vinte almas presentes no Benitão mais uma vez constataram a consagração do nosso Velão. Que agora ruge na vice-liderança! Porque aqui é Velo, porra!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ROCK NA ROÇA

O que me empolga numa cidade ananias são as pessoas. A trutagem é o céu da roça, que resiste ao peso dos dias. Caminhar, caminhar n...