quarta-feira, março 06, 2013

'MIL VOLT'


Havia uma pá no porta-mala do carro do Trindade. Tonho precisou de meia hora para abrir passagem no estômago e cagar de acordo e, a essa altura, era quase meia-noite e cacetada. Trindade esperou impaciente, pra variar.

Do outro lado da cidade, Janota ligou o rádio. Janota desliga o rádio. O corpo do roqueiro da igreja de surfista fedia já, ela pensou. E eles suspeitariam dos adoradores do crack. 

Tonho assumiu o volante. Trindade ia de co-piloto, fumando um baseadão cabuloso, puro rabo de crocodilo. Dobraram uma curva bem fechada e lá estava vindo de encontro o caminhão da Elektro, com a pancada a estrada explodiu e todo mundo virou pirulito queimado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...