terça-feira, julho 02, 2013

DIGRESSÕES

O motorista havia parado para um dar um cagão.

Sim, aquele homem cinquentão, zumbi, precisava fazer cocô dentro do posto de gasolina.

Enquanto isso, dez caras foram saquear o caminhão. Havia muitas caixas de cerveja na jogada. A festa começara. Agilizo e silêncio eram os ingredientes. Mas um dos rapazes estava perdido em digressões.

Huguinho até que conseguiu pegar duas caixas e jogá-las na caminhonete. Por dentro, ele estava radiante, o ímpeto sonhador relanceava os olhos para além do posto, além das garrafas. Lembrava-se do vídeo de "Summer of 69" ao vivo, do cantor Bryan Adams. Gostava muito daquele vídeo, especialmente da interação entre a música e os fãs. O cantor puxava os acordes logo no ínicio, solitário, e podia-se ouvir o eco de suas palhetadas para baixo. E assim, milhares de pessoas abririam os pulmões, como se beatíficas uivassem pelo estádio cada aroma daquela letra, daquela canção. Várias câmeras trabalhavam, vários closes eram captados. Semblantes, tão anônimos, levantavam oculta esperança. Trabalhadores braçais, pessoas comuns, professores de inglês,proletários unidos pela melodia, pelo canto, na multidão aglomerada trocavam figurinhas - simples experiências eram recordadas com carinho entre verso e refrão, inconscientemente ou não. Então Huguinho estacou. Podia alcançar o rosto de cada uma daquelas pessoas, guardava detalhes preciosos daquelas figuras vivas naquela belíssima filmagem, Huguinho era aquela alegria, o milagre da música, a resistência, a alma dos dias. 

E enquanto aguardava no 6ºDP, a ressaca da coca provocou-lhe mais um dispensável ataque de náusea por todo seu universo. O vômito, geladinho, viria na sequência, como um suco Ades de baunilha a bailar pelo chão da delegacia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...