segunda-feira, julho 01, 2013

PISCUÍ NO COMANDO


Piscuí abordou o casal. 

Ela devia ter uns 18, ele uns 18 também. Passa logo a gaita, que o Piscuí quer dinamite no cachimbo. Abordagem meio apalermada, no meio de avenida movimentada. Piscuí de pistola na mão encara o casal. A dupla está encolhida, mais assustada que a defesa da Portuguesa.

Mas Piscuí peca pelo excesso de confiança. Logo um giroflex, uma imensa luz vermelha risca o céu, risca a área visual do malandro. E agora? Sujou. Neste exato instante, é o Piscuí que parece assustadão. Ele vai dar fuga, pular o muro, vai no pinote monstro. 


E ao esconder a arma dentro da calça, Piscuí disparou e acertou o saco. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ROCK NA ROÇA

O que me empolga numa cidade ananias são as pessoas. A trutagem é o céu da roça, que resiste ao peso dos dias. Caminhar, caminhar n...