terça-feira, setembro 10, 2013

BEZERRÃO NÓIA

Bezerro nóia, bezerrão encardido podre pelo mato. 

Sem água no corpo,sem refresco é no creme do capeta: a boca mijada, estrangulado num cipó, nos olhos virados das cataratas agonia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...