quinta-feira, setembro 12, 2013

THIAGUINHO, O PINSCHER

Conheci o Thiaguinho, pinscher mó engraçadinho, aqui em Americana-SP. 

Ele tem o tamanho de um doberman, só que às avessas. E assim o pequeno Thiago não anda, pula. Suas duas perninhas vão pulando sapecas como se fosse uma só, porque suas patinhas dianteiras funcionam no mesmo impulso, simultâneas, esse é o rolê do ferinha.

O Thiaguinho banca uma de valente, invocadinho estufa o peito pequenino, apenas um cãozinho latindo dentro da tarde azul, especialmente quando tromba os coleguinhas pelas esquinas. Não não, Thiaguinho: sem essa. Nós sabemos que você só avança quando ninguém olha pra você, caso contrário você recua até mesmo se uma missionária formiguinha virar a cabeça em sua direção. 

Por essas e outras, você é um corajosinho de meia-tigela. E ainda por cima você, Thiaguinho, andando igual cavalinho-de-balanço acelerado, com as duas pantinhas ganhando remando desbravando terreno num golpe maluco, sem esquerda-direita, tem mais é que disputar umas corridas, não brigas sem motivo. Hmm. Tudo bem. Tá certo: esse é o  Thiaguinho, rosnando e latindo de au au afobadinho e serelepe, metido à dog hero da city.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...