sábado, março 08, 2014

SEXTA-FEIRA




O som ambiente era you shook me all night long - aquele velho refrão confortável voando pela alma, que por mais que os idiotas da objetividade rotulem de batido, repisado, muito louvado ou banalizado - é o bão AC/DC chefia, aquela velha sintonia da madrugada infalível.

Nós estamos vivos.

Nós estamos curtindo, lá onde tacos de bilhar disparam automáticos sorrisos, tacadas pancadas kamikaze são de bom grado, a bola branca retardada em júbilo expansivão rasga no gramado da doidera, e as conversas mil grau estão inclusas no cardápio também.

São os amigos beldos em bravatas supimpas, que erguem canecas, o teto é relax, e do lado de fora bitucas alçam vôos com destino sarjeta, e o instante ali, cravadão, no puro sossego, sem sopapo nem veneno, noite de sexta tranquila no horizonte, o tempo na manha fera, disponíveis elas, as horas agradáveis para aproveitar a existência sem crise.

Ao invés de reclamar, não reclame. A dádiva do respirômetro avançado é um pequeno verso de piada mal contado, uma observação despretensiosa em entrelinhas sonhadoras, a bola 8 é caçapa, os amigos se reencontram, apertos de mão como riffs sensatos, e os velhos sorrisos indicando camaradagem na estrada do sossego. Vamos vivendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...