sexta-feira, abril 18, 2014

SOBRE A QUESTÃO DA ECONOMIA FÓRCEPS NO IMPÉRIO MAMÃO


As mesmas negociatas de sempre, é o Pen$e Bem da Vida de pilha fraca mais uma vez.

Relações escrotas CONSOMEM O CONSUMO antes de lamber o pé do vantagismo nato, e pedem a benção ao batidão minigame do poder, vá com Deus.

Direitos humanos = bosta nenhuma. 

A superficialidade PURA, um bonito legado para a próxima geração dos desbaratinados, o cadáver de sucrilhos tecnopinóias dispara links.

O próximo peido do ego? Trague com orgulho. Sim. 

Geralmente o cheiro do pum do desiludido cidadão virou façanha e abraçou o nazi-marasmo, ali numa pequena cena ali do cotidiano, tão corriqueira, veja, sempre mandam matar o mais fudido, é mais fácil, não?


E nas Lojas Fininho o Império venceu com folga e as reflexões estão fora de moda, reflita.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...