quarta-feira, abril 23, 2014


Um salve aos frentistas!

Um salve aos frentistas, vítimas frequentes de assaltos e tensas cachoeiras de calafrios, tijoladas da tormenta.

Um salve aos noturnos guerreiros do plantão, miras do imprevisível canhão, mentes transtornadas dentros das madrugadas do trauma - porque a violência prossegue brutal, com seus reféns regurgitando novos fantasmas, é a morbidez nos solitários Postos de Gasosa da velha Rivers.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...