segunda-feira, junho 30, 2014

stupid fingers

Você vê Keith Moon - ele é a música.

Você vê pessoas que querem tocar rápido seus instrumentos apenas pra impressionar - eles não são a música, são as sombras de bronhas institucionalizadas no vazio, esquemáticas sequências da previsível aridez, ele são fórmulas tristes na calçada de uma vaidade tola, a arte morre.


Enquanto isso, outros dedos existem. Outras aspirações e inspirações convivem, escolhas são sagradas.



Assim, você vê Neil Young - a música é ele, ele é a música.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...