quarta-feira, julho 16, 2014

EU SOU MAIS TINTAS COLOR HUMILDE NA CABEÇA




O guerreirão descansa no banco da Praça Central.



De bonézão TINTAS COLOR na cor preta, surradão, ele respira firme e bem simpático.


Espere, há um aglomeração poucos metros dali: um homem fala para uma pequena multidão toda deslumbrada. 


Ele vende algum milagre de quinta categoria, de praça em praça. Mas porra, usar um microfone colado na fuça igual o da Madonna não é legal.

O charlatão vende ilusão e o Felipão e o Parreira mediocridade.



Eu sou mais TINTAS COLOR humilde na cabeça.


O sol do meio dia guardado na memória, a Praça Central de Rio Claro derretendo em simplicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...