quarta-feira, julho 16, 2014

EU SOU MAIS TINTAS COLOR HUMILDE NA CABEÇA




O guerreirão descansa no banco da Praça Central.



De bonézão TINTAS COLOR na cor preta, surradão, ele respira firme e bem simpático.


Espere, há um aglomeração poucos metros dali: um homem fala para uma pequena multidão toda deslumbrada. 


Ele vende algum milagre de quinta categoria, de praça em praça. Mas porra, usar um microfone colado na fuça igual o da Madonna não é legal.

O charlatão vende ilusão e o Felipão e o Parreira mediocridade.



Eu sou mais TINTAS COLOR humilde na cabeça.


O sol do meio dia guardado na memória, a Praça Central de Rio Claro derretendo em simplicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...