sábado, setembro 06, 2014


isto aí é uma melancia em termos. fatias de melancias. histórias.

algumas são casas, cabaninhas. abrigos cuja temperatura ambiente traz conforto, refresco, líquido-sabonete, frescor de ar-condicionado exagerado.

os pontinhos pretos estão inclusos na melancia. o verde é o tênis, dois tons. o formato é meio cheio de lógica, feito por mãos orientadas, que sem graça.

você pode derrubar um copo de fanta laranja com muito gás em cima da melancia, ela vai acusar o baque. assimila muito isso.

apesar de ser ela mesma, ela não é uma fortaleza. minutos, ela não é o tempo. não cruzou com Jorginho nos vestiários do Flamengo nos anos 80. 

violência, velocidade, o arremesso no alvo: nos olhos do Claudinho, retina vermelha que se despede da paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...