quinta-feira, fevereiro 26, 2015

as madrugadas, tão santas. madrugas infernais. pelas perdidas paredes, o denso silêncio. tapes na tevê de pelejas - para entender os porquês - resultados - lampejos - doutrinas suor táticas improvisadas - o céu negro - ruas escuras, vizinhanças muda, enquanto cachorros vão roncando baixinho, as madrugadas tão santas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...