segunda-feira, março 16, 2015

DICAS ESSENCIAIS PARA UMA CAMINHADA FELIZ !


Caminhar bem é encher de cachaça o coração.

Porque a cachaça não é apenas uma bebida que mata milhões de humanos.

Cachaça é o estado célebre, expansivo da alma. Experimentar cachaça não alcoólica é experimentar uma epifania daquelas! 

Caminhar é cachaçar - é experimentar a perambulante embriaguez do espírito. 


Da euforia, do contentamento, do antigo pega-pega, só que sem piques (e sem vencedores ou perdedores).

CAMINHAR É COISA SÉRIA

Para curtir seu bem-estar você deve estar equipado.

Equipamento, vamos lá!

Vai caminhar de chinelo?

Pense bem: será que não é muito perigoso? E se um arisco jacaré morder seu dedo do pé? Aposto que você jamais permitirá desculpar-se consigo mesmo meia-noite no seu quarto.


Alguém aí, do auditório - alguém aí disse ALPARGATAS?

Isso. A senhora mesmo.

Levante-se. Pronuncie de pé, novamente. Isso! Convicta, não? Agora com mais doçura, brandura...



ALPARGATAS...




Que tal? Quer experimentar uma corridinha com esses conguinhas estilinho pão francês?

Pergunto: seria uma atitude sensata, condição correta, experimentar milhas e milhas tendo como escudo tal pisante?

Negativo, minha senhora.

Você irá sucumbir aos batalhões de bolhas, sua irritação brincará de foguete kamikaze e elas causam câncer.

Evite.

Tá legal.

E que tal ele, o KICHUTE?



Legal!

Pensa nas perspectivas.

Matagal, maior astral. Maratona dos músculos, suor estilhaçando a virilha. Você e o kichute tinindo, o cadarço envolto na canela, guerreiro.

KICHUTE vira?


Opa, é ótimo.

KICHUTE vira.

Bora bicudar bolotas! Bora brincar de pedalar sem pedais,  atravessar trajetos antecipando tropeços, e quiçá chutando a canela de algum pedestre otário.


OUTRAS OPÇÕES MAIS ACESSÍVEIS

E outra opção é andar de pés descalços. 

Sinta o sabor street.  YES! O sabor sujo do asfalto, sinta. Seja sutil e experimente o pé nu em sua jornada: perceba que pele sola calcanhar serão abençoados com uma resistência redentora, como se recebessem novos rumos, novos estímulos especiais, um Rambo chora agora em cesariana. 


Como o leitor professa saber, temos o mapa da mina no pé. É. Ele comanda o corpo. Inclusive podemos curar soluços com um simples safanão nas costas do mindinho, então por isso você sabe: pé sem medo é vida sem dor, porque pé selvagem é pé saudável.

E mais: caminhar assim, andar descalço libera a dopamina Portiolli. Mágico. Basta. Não é necessário dizer mais nada, agora.

Porque agora é curtir. 

Escolha uma madrugada. Escolha uma Avenida Mão Dupla, daquelas radicais, sem sinalização, com altos índices de morte e então boa diversão!

Essas foram as dicas essenciais! Nos vemos no próximo post. Até logo, internautas.





4 comentários:

  1. para de falar mal do meu conguinha!

    ResponderExcluir
  2. Fera as coisas que você escreve!

    ResponderExcluir
  3. Cachaçar e beber, tudo ao mesmo tempo. Que maneiro!

    ResponderExcluir

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...