sábado, setembro 26, 2015

céu e mar



Andei ocupado. Depois daquela tentativa de assassinato, não saio de casa.

Não, não saio.

E não é só porque estou cansado.

Na verdade, nunca fiquei cansado.

Gosto de dormir muito.

A bala passou de raspão. Minha orelha continua viva.

Vou com ela, viajando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OUVINDO HARDCORE E LENDO ESCRITORES BRASILEIROS E DO TIO SAM

As pessoas estão sem coragem.  As pessoas brincam verbalmente nas redes sociais perpetuando o lado cômodo da vida.  Já é uma bela bos...