sexta-feira, maio 12, 2017

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado.

louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação.

louco por literatura, dos craques nacionais aos gringos, sem academicismo mas sem bosta seller. 

falta-lhe 1 parafuso, disse Denílson. falta-lhe aplicar o modo gregário para alguns usos da chamada responsa social, mas, na grande maioria das vezes, ele é deselemento antissocial mesmo: com gosto, sem banho sem se importar pra nada, respeito por nada, foda-se, vagabundo e folgado, madrugada longa, trancado e respirando as paredes, todo angustiado.

algumas madrugadas são bem alimentadas nos filmes dublados com o Adam Sandler e o Jim Carrey. E o Eddie Murphy, porra.

Ele bebe gostaria que ficasse registrado: café sem açúcar. Lê Lima Barreto, gosta do estilão dele, do mestre Graça, do lado dedéu do Stanislaw - e ele sonha em gorfar fogo escrevendo, planeja de um jeitão demente e errático seu livro de contos há mais de 12 anos!

12 anos!

qual temática? 
vida adulta? 
desdobramentos insanos nos passos da violência urbana ou violência rural? 

incomunicabilidade bergmaniana nos porões russos da visceralidade ?

narrativa com trilha sonora focando objetos de espírito desanimado?

sorver a memória para grandes partidas num passado não distante de um futebol hoje tontão, robotizado? 

paginar a triste vida cotidiana de um SOLIOTÁRIO? quarto imundo de um adolescente véio sob nuvens de thc, ventilador gigante girando preso na parede enquanto o quarto abafado acompanha o leitor de Lima Barreto, aquele mesmo que joga trocentos ganchos nas injustiças sociais,  em brutal denúncia ante os abusos contra as mulheres em Clara dos Anjos?

E pra ouvir?

Ella, no vinil.

E?

Se ele ouve o que realmente procura, ele muda o ânimo pró pennywise, fica ligadão.

Mais café, mais café. 500 ml, no mínimo. Café, é até morrer.

E pra ouvir?

Hardcore. Blues. Blues. Punk Rock. Rock junkie, rock sujo. E um pouco de Cartola, às vezes. Sexta-feira mofando em casa, esteja acordado cedo pra trabalhar. Trabalho manual.

Mas voltemos à madrugada: mas é assim mesmo, com o violão procurando a canção coração café e lero com os amigos mortos, ele Lou Reed conversa bastante com eles, todos eles Lima Barreto, está escrito na alma - pode apostar, Lindomar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

pode apostar, Lindomar

confuso, vagabundo, folgado. louco por futebol e rock and roll, aquele flamejante, conhece? incendiário, de libertação. louco por liter...